Por Antonio Saturnino

Para o post desta semana vieram milhões de ideias na minha cabeça, mas, por fim, decidi entrar no clima de carnaval. Como nem todos gostam de carnaval e sambas-enredo, separei cinco canções, algumas delas clássicos da MPB, que tem o carnaval como temática de suas composições.

  • Quando o carnaval chegar – Chico Buarque

Esta canção é para você que se guardou e se preparou para o carnaval. Quem nunca fez uma dieta (ou, nos dias de hoje, uma lipo), um bronzeamento, academia extra ou até mesmo juntou um dinheirinho para quando o carnaval chegar? Nesta música, Chico cita várias cituações das quais ele se guarda em preparação para o carnaval. “Quem me vê sempre parado, distante garante que eu não sei sambar… Eu vejo as pernas de louça da moça que passa e não posso pegar… Eu tenho tanta alegria, adiada, abafada, quem dera gritar… Tô me guardando pra quando o carnaval chegar”.

  • ôÔÔôôÔôÔ – Thaís Gulin.

“Eu vou cair nessa avenida/Eu vou/Eu vou atrapalhar a sua escola/Eu vou/ôÔÔôôÔôÔ/Vou sair pra atropelar seu enredo/A bateria correu/Todos os surdos com medo/E quem puxava o samba era eu”. Esta espécie de anti-samba-enredo é uma declaração de amor às avessas às escolas de samba. A cantora curitibana, Thaís Gulin, já está na fase de finalização do CD, que leva o nome desta canção, e será lançado no final deste mês. O álbum, o segundo de sua carreira, conta com participações de ninguém menos que Tom Zé e Chico Buarque, além de parcerias em composições com cantoras como Ana Carolina e Adriana Calcanhoto.

A canção “ôÔÔôôÔôÔ” já está disponível no My Space (http://www.myspace.com/thaisgulin)

  • Orgulho de um Sambista – Luciana Mello e Cláudio Lins

Este grande clássico do cantor Jair Rodrigues ganhou nova roupagem na interpretação de sua filha, Luciana Mello, em dueto com o cantor Cláudio Lins, filho de Ivan Lins. Essa releitura da canção, interpretada com muita doçura pela dupla, está no álbum “O samba me cantou”, projeto de Luciana em parceria com seu irmão, Jair Oliveira.
A música se inicia de forma clássica: a lamentação pela perda do grande amor, pelo menos, é a impressão que passa. Mas, o refrão da música mostra, de fato, orgulho do sambista na afirmação “Meu bem, o azar é seu. Ganhei o carnaval e você me perdeu”.

Ouça todo o CD. http://www.radio.uol.com.br/#/volume/jair-oliveira-&-luciana-mello/o-samba-me-cantou/19482

  • Tristeza pé no chão – Luciana Mello e Jair Oliveira

Ainda no disco “O samba me cantou”, que ganhei como presente neste final de semana, desta vez, em dueto com Jair Oliveira, Luciana interpreta “Tristeza pé no chão”, de Clara Nunes. Muita gente cai no samba ao som dessa canção sem perceber quão depressiva, porém linda, é a letra.  “Dei um aperto de saudade/No meu tamborim/Molhei o pano da cuíca/Com as minhas lágrimas/Dei meu tempo de espera/Para a marcação e cantei/A minha vida na avenida sem empolgação/Vai manter a tradição/Vai meu bloco tristeza e pé no chão”.

  • Amor de Carnaval (Decisão) – Gilberto Gil

A música, de bela letra, é bem curtinha e, chegando agora ao fim do carnaval, pode vir a calhar muito bem. Ela fala sobre a dor de um amor passageiro, para os paulistanos aquele famoso amor que “não sobe a serra”. Parafrasenado a canção “Carnaval me trouxe a dor, carnaval tem que levar”. Se estiver agora sofrendo por um amor folião, se “guarde para quando o próximo carnaval chegar”.