Por Flávia Lezza

A maioria das ONGs, instituições de ensino ou entidades sociais que lecionam música a crianças carentes, sempre tem o repertório com clássicos do samba, bossa nova ou chorinho. Mas, eis que surge o Instituto Rolling Stone Brasil com uma proposta diferente: ensinar exclusivamente Rock ‘n Roll.

Com atividades inéditas, o foco da instituição é sustentado em três pilares: aulas de guitarra e iniciação ao Rock ‘n Roll, palestras e workshops e doação de instrumentos musicais ou em dinheiro.Há também parcerias com outras ONGs que atuam no ensino musical infantil.

As aulas acontecem uma vez por semana no Centro Cultural Rio Verde, na Vila Madalena. Nas aulas as crianças usam guitarras Grovin e amplificadores e, ainda no início, os alunos dão os primeiros acordes e notam que o barulho já passa a ter cara de música. Baseado na história do rock ‘n roll os alunos ganham um repertório com canções dos Beatles, Rock in Roll All Night e, é claro, Rolling Stones.

A iniciativa tem como público alvo crianças em situação de vulnerabilidade sócio-educacional, de 9 a 13 anos que estudem regularmente e com bom índice de frequência escolar. A baixa renda, a falta de lazer e de entretenimento gratuito são os maiores problemas enfrentados por essas crianças. A proposta do Instituto Rolling Stone é proporcionar cultura e lazer por meio do rock.

A organização conta com o apoio de grandes marcas como Kia Motors, Groovin, Stagg, MOMA Propaganda e SM2 Publicidade. O projeto é desenvolvido pela String Publicações Ltda. e é amparado pela Lei de incentivo Fiscal.

+ info: www.institutorollingstone.com.br