Por Mariana Bernun


Olá Matraqueiros! Uhu, finalmente chegou a tão esperada sexta, e pela primeira vez eu escrevo aqui para vocês sobre literatura, no lugar da Matraqueira Fernanda. Hoje chego para contar sobre Contos de Bordel, um livro fantástico que tenho a convicção de quem o leu realmente gostou, e aquele que não folheou vai curtir com certeza.

A obra é um livro-reportagem que descreve, com muita riqueza de detalhes, a prostituição no Centro de São Paulo, mais precisamente no quadrilátero formado pela Rua Aurora e pelas avenidas São João, Ipiranga e Rio Branco. Neste local, conhecido como Boca do Lixo, passam diariamente prostitutas e empregadores da Indústria do Sexo, e este é o ambiente no qual o leitor mergulha. São 156 páginas de histórias verídicas com muita emoção e certa repugnância em alguns relatos. As autoras Renata Bortoleto, Ana Laura Diniz e Michele Izawa fizeram um minucioso trabalho de campo, ao irem a bordéis e passarem por alguns apuros da madrugada para brindar-nos com um tema pouco comentado e que muitos ainda têm preconceito em discutir.

Eu li Contos de Bordel em um dia, ou melhor, em algumas horas, pois este é um livro que você senta, abre e só consegue fechar quando termina. Eu realmente entrei no cenário, imaginei cada detalhe ali descrito e, ao fechá-lo, descobri um mundo que eu não conhecia. Diferente do que imaginam, as autoras não julgam em momento algum o modo de vida de cada personagem, o que me chama atenção, pois assim, cada leitor fica livre para fazer o seu próprio veredito sobre o certo e o errado a partir da necessidade (ou não) de se prostituir dessas moças.

Matraqueiros super indico este livro! Dentre tantos que já li este está, com toda certeza, no top da minha lista de literaturas. Assim que eu tiver uma próxima oportunidade volto uma sexta-feira para trazer mais algum conteúdo literário da minha coleção. Ótimo fim de semana e não esqueçam… Cultura é aqui no Matraca!

Onde encontrar Contos de Bordel:

Livraria Cultura
Lojas Americanas