por Flávia Ferreira

Com mais de 51 mil alunos, o Projeto Guri é considerado um dos maiores programas socioculturais brasileiros. Ao longo dos 16 anos de atuação, a música tem sido o principal instrumento de formação dos jovens.
Recentemente o projeto selecionou 23 alunos para participar do Programa de Bolsa de Estudos destinado a ex-alunos. Entre os selecionados está Rafaela Marins, que aos sete anos ingressou no coral de sua escola e estudou flauta doce. Aos 10 anos começou os estudos de flauta transversal e estudou no Projeto Guri de 2006 a 2008. Em 2009 e 2010, cursou performance de flauta transversal no Conservatório de Tatuí e teve aulas particulares custeada pelo Programa de Bolsas com Marta Ozzete. No mesmo ano integrou a Orquestra Sinfônica Municipal de Ourinhos, quando participou do festival de música da cidade. Aos 16 anos foi aprovada pelo Conservatório Del Liceu de Barcelona e durante dez meses terá aulas de instrumento, teoria e prática com o professor Christian Farroni.

Este programa tem entre seus objetivos incentivar os ex-alunos do Projeto Guri a continuar os estudos na música. Para participar é necessário ter idade entre 16 e 22 anos, ter estudado no mínimo 18 meses consecutivos em um dos pólos. A duração da bolsa de até 12 meses, pode chegar a R$ 45 mil por candidato – valor destinado as despesas com o curso -, além de moradia, alimentação, transporte, material didático e papelaria, acessórios musicais, despesas pessoais e atividades pedagógicas e artísticas. Dentre os principais destinos dos beneficiados podemos citar a Bulgária, Espanha, Estados Unidos e a Suíça.

Atualmente o projeto tem 366 pólos distribuídos pelo interior e litoral do Estado, com mais de 40 mil guris. Estes polos são dirigidos pela Associação Amigos do Projeto Guri (AAPG) e a gestão de unidades da capital com 13,5 mil guris, pela Santa Marcelina Organização Social de Cultura. O programa sócio-educativo oferece cursos de iniciação e teoria musical, coral e instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão.

Desde 2004 a gestão da iniciativa é compartilhada com a Associação Amigos do Projeto Guri, Secretária do Estado de Cultura, além do Governo do Estado, seu idealizador. A AAPG ainda conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Para obter informações sobre doações acesse: http://www.projetoguri.org.br

Semana que vem contarei pra vocês um pouco mais sobre o Projeto Guri, os cursos, atividades e como é o dia a dia dos nossos futuros musicistas.

Abra a matraca!

=]