Por Renniê Paro

Pois é. Vocês, meus queridos, já pararam para pensar na íntima relação de amor de ódio presente no envolvimento entre homens e mulheres? Também pudera, como poderiam dois seresbiologicamente diferentes e com visões de mundo tão distintas pensar em viver juntos, dividir a casa, a cama e o pior…o banheiro!

Ela se emociona com novelas (e até com comerciais de margarinas), se irrita com uma toalha jogada sobre a cama, não admite atrasos, não entende a graça de 11 homens correndo atrás de uma bola, dorme de bom humor e acorda o cão chupando manga.

Ele sequer sabe quem são os atores que estão no ar, assiste todos os programas de mesa redonda que comentam o jogo de futebol que ele acabou de assistir e não se conforma como que ela não consegue interpretar um mapa (isso sem falar na baliza para estacionar o carro).

Enfim, poderia ficar horas aqui discorrendo sobre as inúmeras diferenças entre homens e mulheres. É esse universo, tão diverso, que o espetáculo Casal TPM aborda. Em cartaz no Teatro Maria Della Costa, na Bela Vista, do dia 21 de outubro a 04 de novembro, a peça mostra, com muito bom humor as dificuldades, desilusões e complicações do dia-a-dia de um casal. Aposto como muitos irão se identificar, além de ser uma ótima oportunidade para repensar algumas relações.

No eterno conflito de personalidades e expectativas quanto à felicidade, o casal tenta desesperadamente “salvar” seu casamento. Na minha humilde opinião, por mais que briguemos não podemos viver um sem o outro. Fazer o que, como diz um amado amigo “são coisas da vida”. A eterna guerra dos sexos.