Já não precisa mais de apresentação. A portuguesa convidada fala mais uma vez do assunto que ela mais gosta: Novela!

Por Cláudia Brandão

Eu sei que a época é de comemorações, mas essas cenas nas novelas já estão batidas há muito tempo. Quem me conhece sabe que o que eu gosto é de uma boa confusão, de uma boa briga, e hoje o dia é para isso. “Bora quebrar tudo? Bora!!”

Para mim qualquer cena que tenha briga, gritaria, choro, tapas e muita confusão, merece ser aplaudida e de pé. Às vezes o tiro sai pela colatra, é verdade, e se der errado o efeito é cômico e não dramático… também há exemplos disso.

Vou começar por aquelas que são tão verdadeiras que o ator sai até machucado da cena. Estão lembrados? Não? Eu ajudo… Kassia Kiss saiu ferida na novela Porto dos Milagres, logo no final, quando ela está na varanda discursando, o povo se revolta com a personagem e joga pedras. Uma delas acertou em cheio no sobrolho. E sabe aquele lindo sorrisão do Reynaldo-gostoso-Gianecchini? Enão… na novela Esperança, o personagem dele irritou tanto a personagem da Ana Paula Arósio que ela quebrou uma estátua (ela é das minhas!!) e um pedaço acabou acertando, e quebrando, o dentinho do bonitinho do ator. Bom, mas ela torceu o pé nessa cena, então acho que a Globo precisou benzer os estúdios depois disso!

Quando o assunto é quebrar ou destruir, o que seja, me vem à mente a cena da Fernanda Montenegro e do Paulo Autran na telenovela Guerra dos Sexos (que a globo quer refazer). Até hoje se fala nessa cena em que os dois personagens tem uma luta, elegante diga-se de passagem, com comida. O efeito era realmente fazer o público rir!

Outro grande momento, e este mais tenso, foi a pancadaria entre Maria Clara (Malu Mader) e Laura (Cláudia Abreu) em Celebridade. As duas são melhores amigas há mais de 20 anos, na vida real, mas na novela eram rivais, e poxa, haja atuação! A cena era tão forte que a Glogo proibiu qualquer pessoa, que não fosse necessária, de entrar no estúdio, e na hora da gravação só estavam as atrizes e o camera. O Brasil parou para ver esse episódio, e foi muito bem conseguido, porque Maria Clara fez o que o público estava com vontade de fazer desde o começo do folhetim.

Não podemos esquecer as cenas maravilhosas de atores brigando, mas brigando com palavras, os famosos “bate-boca”. Há os bons que acabam em beijo (esses são os que todo o mundo gostaria de ter, né?), como os protagonizados pelo portugueses Lúcia Monz (Laura) e Diogo Morgado (Santiago) na novela Vingança, ou os da Giovanna Antonelli (Capitu) e do Luigi Baricelli (Fred) em Laços de Família. E há os ruins, que você acaba querendo entrar na briga, como o momento em que Maria do Carmo (Suzana Vieira) enfrenta Nazaré Tedesco (Renata Sorrah), até hoje imaginar essa cena me arrepia, ou a mais recente, Fina Estampa, em que Griselda (Lilia Cabral) disciu, bateu e apanhou de Tereza Cristina (Christiane Torloni). O que interessa é botar para fora o que está acontecendo e ser ator tem essa vantagem. Quer chutar o mundo real? Entra em cena e chuta o personagem que o seu não gosta, a novela e o público agradecem!

Agora, o que eu gosto mesmo é de jogar a toalha, literalmente. Em todas as novelas sempre tem uma cena em que algum personagem surta e atira tudo para o chão. Cauã Reymond fez isso em Belíssima, Letícia Spiller em Quatro por Quarto, Glória Pires em Mulheres de Areia, e a mais recente, Christiane Torloni (ela está bombando!) em Fina Estampa.

Sempre disse que uma das coisas que gostaria muito de fazer é de montar uma mesa linda, e depois, num ápice colocar tudo no chão. ZÁS!!! Mas a minha Tia (Isaura) me disse, e com razão, “depois você limpa?”… ixe… deixa a internacional voltar para a realidade!

Beijo e se você tiver que brigar, brigue… a vida fica mais leve depois!

Anúncios