Por Renniê Paro

Uma das maiores atrizes e dançarinas do Brasil está de volta aos poucos de São Paulo. Com uma nova roupagem, o espetáculo Cabaret, da Broadway, traz como personagem principal Cláudia Raia no papel de Sally Bowles.

Em cartaz no teatro Procópio Ferreira, a atual adaptação brasileira tem a assinatura de Miguel Falabella, que, com seu modo único, apimentou e aproximou o texto de uma dramaturgia pesada e trágica, sem perder a sátira e o humor. Sally, uma prostituta, ganha maturidade, em contraste à interpretação de Liza Minnelli na versão cinematográfica. Nessa edição, a direção do espetáculo ficou sob a responsabilidade de José Possi Neto.

O enredo da peça se passa em Berlim do período entre guerras, na década de 30, local de duas histórias de amor. A primeira é a de Sally e um escritor norte-americano que tenta ganhar a vida na Alemanha. A outra envolve um judeu e uma alemã, que têm seus destinos atravessados pela perseguição de um nazista.

A cenografia e os figurinos nos remetem à época, tudo com um toque de elegante e sutil sensualidade. Para criar o clima de um verdadeiro cabaré, mesas em cima do palco acomodam parte do público. Aqui aponto novamente a tendência de fazer com que a platéia se sinta parte do show.

Enfim, Cabaret é reconhecido como um dos mais aplaudidos espetáculos em todo o mundo, aproveitem e fechem o ano com chave de ouro pessoal! =D

Bjs