por Juliana Maffia

Um novo ano está começando. Um ano cheio de expectativas, ou pelo menos até o final do mundo chegar. Hoje o Matraca está aqui para te preparar para um eventual apocalipse, sabe como? Com a esta magnífica resenha! Se você teme o apocalipse zumbi e ainda não tem planos para o que fazer caso ele ocorra, siga as dicas de Columbus em Zumbilândia e tudo vai ficar bem.

Columbus (Jesse Eisenberg) é um universitário vivendo seu maior pesadelo, o apocalipse zumbi. Os Estados Unidos foram completamente infectados e poucas pessoas ainda vagam a Terra tentando fugir destes monstros carnívoros. Mas Columbus é um garoto precavido, ele tem dicas e regras que o mantiveram vivo durante um bom tempo e, no decorrer do filme, ele divide estas regras com a gente.

Seu objetivo inicial é chegar a Ohio, onde sua família mora, mas o garoto encontra alguns companheiros pelo caminho que o fazem alterar seu percurso. São desajustados sociais que também estão tentando sobreviver ao fim do mundo. Primeiro temos Talhahassee (Woody Harrelson), um maluco obcecado por Twinkies e armas de grande porte. Depois temos as irmãs Wichita (Emma Stone) e Little Rock (Abigail Breslin), garotas perigosas que estão em busca de um parque de diversões, aparentemente o único lugar seguro que resta.

O que dizer sobre um filme que lhe ensina a sobreviver um apocalipse zumbi? Basta dizer que ele é trash. Mas ao tirar sarro de tudo o que é de mais podre nos filmes de zumbi ele se torna um bom longa. Não espere história, dialogos inteligentes, atuações soberbas por parte dos zumbis. Mas espere correrias, armas, alguns sustos e muito sangue!