por Juliana Maffia

Tudo Pelo Poder é um suspense político que traz uma visão cruel da política estadunidense (não entrareina comparação com o nosso governo). Se você nunca entendeu como funciona as eleições por lá, este filme esclarece algumas dúvidas. Inclusive, o diretor George Clooney explica qual a importância das Prévias-Eleitorais para os americanos.

Stephen Meyers (Ryan Gosling) faz um jovem assessor de imprensa que acredita piamente no político que representa, Mike Morris (George Clooney). Vemos como a campanha de um candidato é realizada, suas entrevistas, debates, o jogo sujo por trás de tudo. Mas algo acontece para testar a fé de Meyers, nem tudo o que ele acreditava é certo. O que ele fará a respeito?

George Clooney tem que ser parabenizado pela escolha dos atores para este longa. Foram escolhidos grandes atores que desempenharam seus papéis muito bem. Além dos que já foram citados temos: Philip Seymour Hoffman, Paul Giamatti e Evan Rachel Wood.  A história é bastante interessante para quem gosta de política, especialmente se tiver curiosidade quanto ao modo como se faz política nos Estados Unidos.

Os espectadores poderão se surpreender algumas vezes, quando os personagens não tomam as decisões das mais convencionais. Em outros momentos você irá querer matar Grosling pela extrema inocência. Não espere cenas de perseguição e tiroteios, este não é um destes filmes. Mas se comparado com Boa Noite, Boa Sorte, também de Clooney, pode-se dizer que ele é mais emocionante. Se você é jornalista sairá da sessão com a impressão de que sempre será o vilão, não importa que cargo ocupe.