Por Antonio Saturnino

Muitas dúvidas pairam na mente das pessoas ou geram opiniões diversas. “Quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?”; “Criacionismo ou evolucionismo?”; “Elvis, morreu ou não morreu?”; “Manga mata, ou não?”.

Porém, existe uma indagação que assola a literatura brasileira: Capitu traiu ou não traiu Bentinho? Capitu é o nome da guria com os olhos de cigana oblíqua e dissimulada, a musa inspiradora do livro Dom Casmurro, clássico do autor Machado de Assis. O nome do livro faz referência a um apelido de Bento Santiago, narrador/personagem do livro. A obra é leitura praticamente obrigatória em colégios e vestibulares, por isso, neste post não pretendo ser muito detalhista ou aprofundar-me demais, porque senão alguém vai deixar de ler o livro para a prova (rs).

Bento era um rapaz jovem que vivia com a mãe (Dona Glória), com seu tio Cosme e a tia Justina, todos viúvos. Dona Glória havia perdido seu primeiro filho e fez uma promessa que se fosse abençoada com outro filho, este iria para o seminário e se tornaria padre. O fato é que Bentinho não tinha qualquer vocação para o celibato, muito menos vontade. Mas a promessa precisava ser cumprida.

Em algumas conversas com sua vizinha Capitu, ainda na mocidade, os jovens perceberam estarem apaixonados, amor que crescia cada vez que o rapaz tinha oportunidade de visitar a moça. No seminário ele fez um grande amigo, Escobar, que se tornou muito querido na família, inclusive de sua amada. Depois do casal ter criado muitos planos para tirar Dom Casmurro do seminário, convenceram Dona Glória a adotar um rapaz, que seguiu no celibato e fez com que a promessa fosse cumprida.

Bentinho e Capitu se casaram, e Escobar, que também abandonou o seminário, casou com Sancha, amiga de Capitu e os dois casais tornaram-se muito amigos. Depois de muitas tentativas, os protagonistas do romance tiveram um filho, que foi chamado de Ezequiel. Os acessos de ciúmes do narrador, que já existiam, tornam-se ainda mais intensos com a morte de Escobar por afogamento, pois Capitu ficou muito mais abalada que o normal. Quando o pequeno Ezequiel começa crescer, Bentinho começa a perceber nele manias e trejeitos, bem como a semelhança física de seu amigo falecido. Ver o rapaz era sempre uma comprovação de que havia sido traído.

Esse ciúme excessivo colocou fim à família Santiago. Capitu e Ezequiel se mudam para a Europa e deixam Dom em um martírio solitário. Capitu morre e é enterrada na Suíça e, com isso, ele passa a fazer, mesmo que a contragosto, o papel de pai. Ezequiel mais para frente contrai febre tifóide e também vem a óbito. Durante toda obra o autor deixa no ar se o adultério de fato ocorreu. Eu mesmo mudei de opinião várias vezes enquanto lia o livro e nem sei ao fato qual minha posição sobre isso. Dom Casmurro apenas conclui que sua maior amiga e seu melhor amigo foram unidos pelo destino e enganaram-o.